Menu

PEGANDO FOGO: “COLUNA FAISQUEIRA” Jornal Gazeta do Alto Piranhas desta sexta-feira (14). Leia

Os números da democracia

 

A liberdade de poder dar um emprego público, sem concurso, neste imenso país é ilimitado e sem o controle dos tribunais: a Câmara municipal de Cajazeiras, que já tinha, segundo o SAGRES, em novembro de 2019, 83 cargos comissionados, em dezembro passou para 93. Em 2018, fechou o ano com uma despesa orçamentária de R$4.576.157,32 e em 2019, com R$4.931.496,32. A caneta azul, em véspera de eleição, já deu sinal de vida.

 

A força de João

 

O governador João Azevedo conseguiu dar assento a um Petista, apesar da resistência, na Assembleia Legislativa da Paraíba. Anísio Maia que era o primeiro suplente vai para a vaga de Júnior Araújo (Avante), que a partir deste dia 10 de fevereiro foi nomeado Secretário Chefe de Governo, ato governamental nº 1.397, com a missão de fazer a interação entre o governo e os aliados.

 

Esperança

 

Todas as vezes que vejo o governador indo para Brasília,  disse um cidadão que quer muito bem a Cajazeiras, “só me lembro de uma audiência que foi solicitada ao governador, que já fez um ano, pelo prefeito Zé Aldemir, para encaminhar as demandas da cidade e até hoje neco-treco, bulufas”.

 

Não pode reclamar

 

O vereador Delzim, presidente da Câmara de Cajazeiras, teria dito: “Tem vereador que tem 200 outros tem 150, 60, 40, 30, quem tem menos tem 15 empregos. Eu só tenho quatro pessoas que ganham um salário mínimo como auxiliar de serviço e não sou obrigado a seguir o governo”, mas um colega seu teria rebatido: “ele votou contra João Azevedo, falava mal dele em toda esquina e tá querendo mais o que?” e fechou dizendo: “quatro já tá demais, vamos pedir a redução destes números”. O toma lá dá cá continua a galope, montado em burro alazão. O MP teria visto isto?

 

Voltando a cutucar

O prefeito de Cajazeiras, médico José Aldemir, em entrevista na Rádio Alto Piranhas, ao jornalista Fernando Caldeira: “Não creio que o deputado Jeová Campos, e os vereadores Marcos Barros, Alysson Voz e Violão, João da Coca e Jucinério Félix, se unam a turma da Operação Andaime Em Cajazeiras.” Zé, além deste mote, utilizado na campanha passada, vai precisar apresentar resultados junto ao eleitor cajazeirense para a luta eleitoral que se avizinha.

Novos voos

O deputado estadual Jeová Campos (PSB), declarou mais uma vez que não será candidato a reeleição e se for será para deputado federal. Vai tentar mais uma vez ir para Brasília, já que na primeira ficou por um triz para ser eleito. Ficou na primeira suplência, mas nunca lhe deram oportunidade de assumir. Coisas de Petistas que poucos entendem.

Longe de mim

O deputado Jeová Campos tem ampliado o número de pessoas a quem tem confidenciado não ter a mínima chance de se compor com o grupo comandado por Carlos/Denise/Júnior para as eleições municipais deste ano e tem dito mais ainda que se não for possível se compor com o prefeito Zé Aldemir, o PSB marchará com candidatura própria.

Primeira oportunidade

Tudo tem seu tempo. A família Pereira, a do Xique-Xique, por mais de uma vez tentou emplacar um candidato, tanto no executivo quanto no legislativo, desde quando Josival Pereira ainda andou na bica para ser candidato a prefeito de Cajazeiras e seu irmão Adjamilton Pereira também andou perto de ser vice-prefeito, mas agora, a esposa do mesmo, Raelsa Borges, se afastou do cargo de secretária para ser candidata a vereadora. Agora sim a cidade vai conhecer o potencial dos votos dos “Pereiras”, em Cajazeiras. Bolas pra frente.

Com gosto na boca

A cidade de Cajazeiras foi beneficiada com um bom aeroporto, mas as linhas aéreas comerciais continuam sendo um sonho. No vizinho estado do Ceará já é uma realidade: a cidade de Iguatu passará a ter na próxima terça-feira, dia 18, o primeiro voo da Gol de ida/volta, Fortaleza/Iguatu, Iguatu/Fortaleza, ambos de manhã. Enquanto isto tanto o governo do estado, quanto as lideranças da cidade dormem em berço esplendido.

Viva a liberdade

A ministra Laurita Vaz, do STJ, disse num acórdão por ela minutado, que o pessoal envolvido na Operação Calvário deve ser libertado. Eis o que ela escreveu com sua caneta azul: “Os crimes investigados são graves, mas interrompida a atividade ilícita, com o aparente desmantelamento da organização criminosa, fica esvaziada a necessidade da prisão cautelar. Em outras palavras, em observância ao binômio proporcionalidade e adequação, é desnecessária a custódia extrema no momento”.

Queda de braço

Está existindo uma luta surda nos bastidores, entre os aliados do governador João Azevedo em Cajazeiras, pela disputa do comando do Cidadania, partido o qual o mandatário maior do estado migrou depois de sair do PSB. O vereador Marcos Barros, nas últimas semanas, tem dormido no Palácio da Redenção. Ele afirma que os “Araújos” já têm poder demais e é preciso repartir, senão a cangalha vai continuar pendendo para um lado só.

Biruta de aeroporto

Tem vereador em Cajazeiras que está igual a “biruta de aeroporto”, sem saber em qual partido vai se filiar, principalmente depois que se acabaram as coligações.

Fonte : Jornal Gazeta do Alto Piranhas desta sexta – feira – 13

 

 

Deixe seu comentário