Menu

Estado minimiza conflito em discussão sobre PBPrev: ‘Legislativo está em seu papel’. Leia

O procurador-geral do Estado, Fábio Andrade, minimizou o acirramento na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), em torno do Projeto de Lei Complementar (PLC) enviado pelo Governo do Estado que altera o regime previdenciário na Paraíba.

Ao Portal MaisPB, Andrade disse que a proposta do governo está clara e cabe aos deputados a discussão. “O legislativo está em seu papel de discutir, avaliar se aprova [o texto original] ou emendando”, limitou-se.

Em pauta na Comissão de Constituição e Justiça da Casa, a apreciação da matéria foi adiada nas sessões de ontem (10) e hoje (11), após pedidos de vistas dos deputados Camila Toscano (PSDB) e Walber Virgolino (Patriota).

ALPB aprova urgência para votação da reforma

O plenário da Assembleia Legislativa da Paraíba aprovou por maioria, nesta quarta-feira (11), o regime de urgência para votação do Projeto de Lei Complementar (PLC) que altera o regime previdenciário no Estado.

O presidente Adriano Galdino (PSB) adiantou, entretanto, que não colocaria em votação nesta quarta, agendando para esta quinta-feira (12). A oposição protestou contra a urgência.

Em pauta na Comissão de Constituição e Justiça da Casa, a apreciação da matéria foi adiada nas sessões de ontem (10) e hoje (11), após pedidos de vistas dos deputados Camila Toscano (PSDB) e Walber Virgolino (Patriota).

Maurílio Júnior – MaisPB

Deixe seu comentário