Menu

PEGANDO FOGO: “COLUNA FAISQUEIRA” Jornal Gazeta do Alto Piranhas desta sexta-feira (12)

Com a chave nos “cóis”

O presidente da Câmara Municipal de Cajazeiras, Delzim Albuquerque, não arredou um milímetro de sua decisão em manter uma única cópia da chave que abre o prédio da Casa de Otacílio Jurema: terminada a sessão, passa os olhos em todas as salas, passa a chave na fechadura e a pendura nos “cóis” da calça. Tem sido mais duro que toco de roça nova.

CPI do IPAM

Mesmo com grandes dificuldades e sem recursos financeiros, finalmente, foi divulgado no plenário da Câmara Municipal de Cajazeiras, o resultado da comissão que apurou possíveis irregularidades nas contas do órgão responsável em guardar e preservar o patrimônio dos servidores municipais. Comenta-se que já ultrapassa a casa dos 100 milhões de reais o “rombo” do IPAM.  Só Jesus na causa.

Jeová e o Padre Rolim

A Comenda proposta pelo deputado estadual Jeová Campos, com o nome de Padre Rolim, quase seria “boicotada” por um deputado campinense, mas foi escolhido um novo relator e deu tudo certo: foi aprovada na Comissão de Justiça. O padre Rolim, que já recebeu duas das mais importantes comendas do Império, brevemente irá honrar muitos paraibanos que se dedicaram à educação, em ter a sua comenda cravada no peito esquerdo.

Esquemão

As oposições de Cajazeiras teriam se reunido, na última terça-feira, e teria batido o martelo: o deputado Júnior Araújo seria o candidato a prefeito e Jeová Campos indicaria o nome de seu irmão Marquinhos como vice. Caso se concretize, Zé Aldemir, vai lutar/disputar contra o mesmo grupo que derrotou em 2016.

Piada

O prefeito Zé Aldemir tem certeza que as oposições têm dito pelas esquinas de que ele não seria candidato, porque estão se borrando de medo de tê-lo como opositor em 2019, além de dizer que isto não passa de uma piada e que seus opositores se preparem para levar outra surra desta vez com a ajuda de Dra. Paula, com o mandato de deputada na frente e vestida de saia.

Bascui

Dra. Paula, que recentemente chamou a oposição de bugalhos, deverá a partir de agora reforçar e recarregar suas baterias contra os seus possíveis adversários do próximo ano, quando seu marido, o prefeito Zé Aldemir, vai disputar um novo mandato.

Traídos

Os eleitores de Antonio Gobira têm ocupado todos os espaços da mídia para se declararem decepcionados com a sua mudança de rumo político e gostariam ainda de saber quais as razões que o levaram a pular de galho, já que ele representava uma “oposição diferente”. Quem pula de galho em galho termina encontrando um galho seco e quebradiço e acaba caindo.

Juntinhos

O médico nomeado pelo prefeito Zé Aldemir para a UBS do Sítio Catolé é da cozinha do vereador Marcos Barros. Nem Marcos e muito menos Zé dão murro em ponta de faca. Marcos e Zé parecem ainda que estão pavimentando uma estrada que os leva ao mesmo destino.

Sumido

O deputado federal mais votado em Cajazeiras, Gervásio Maia, ainda não deu o ar da graça e muito menos acenou com a possibilidade de se engajar nas lutas de Cajazeiras e destinar verbas substanciais para os seus grandes projetos. Estaria faltando cobrança dos que voltaram nele?

Retomando a luta

O sousense Buega Gadelha, líder empresarial, defendeu esta semana a construção da sonhada ferrovia que liga Cajazeiras a Cabedelo e explica, entre as razões, a quantidade de minério de ferro que existe no solo de Cajazeiras. Esta ferrovia interligaria também ao Porto de Suape em Pernambuco. Os chineses estão de olho em tudo isto.

Imoral

Enquanto a Energisa, que é uma empresa privada, não cobra um centavo pela taxa de religação, a GAGEPA, cobra R$62,71, será que os políticos que se dizem defensores do povo não vêm uma aberração desta? Só os pobres pagam esta taxa, porque quem tem dinheiro a sua água nunca é cortada. É por isto que a CAGEPA está dando um lucro astronômico.

Apressados

O presidente Jair Bolsonaro  sequer esquentou a cadeira de presidente da República e seus opositores já querem que ele resolva todos os grandes problemas do Brasil em apenas 100 dias. Só pode ser desespero, dizem os aliados de Bolsonaro.

Fonte: Jornal Gazeta do Alto Piranhas

 

 

Deixe seu comentário