Menu

MUDANÇA: Ministério substituirá construtora para manter prazo de entrega do Eixo Norte

Brasília-DF, 18/4/2018 – O ministro da Integração Nacional, Pádua Andrade, confirmou nesta quarta-feira (18) a substituição da empresa construtora responsável pelas obras da meta 1N no Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco. A medida do Governo Federal visa à garantia do prazo de entrega do empreendimento. “Estamos fazendo a gestão de problemas pontuais naquele trecho para garantir a segurança hídrica da população do Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. O cronograma para entrega da água aos estados está mantido. A obra é uma prioridade do Governo Federal e vamos concluí-las neste ano”, reforçou o ministro durante audiência a senadores da região Nordeste, em Brasília (DF).

O processo para troca de empresas deverá ser concluído no próximo mês, assegurando assim o cumprimento de entrega das obras do Eixo Norte neste ano. Na oportunidade, o ministro Pádua Andrade detalhou aos senadores que os trâmites para rescisão foram iniciados na segunda-feira (16), após a empresa responsável pelo trecho (Emsa) comunicar a sua incapacidade financeira para concluir os serviços previstos em contrato. Desde então, a área técnica do Ministério está adotando todas as medidas cabíveis para formalizar a rescisão contratual, nos termos da legislação.

O ministro Pádua Andrade ainda informou que a Emsa continuará os trabalhos nos pontos mais complexos da meta 1N até permuta da nova prestadora de serviço, justamente para que não haja prejuízos no cronograma estabelecido pelo Governo Federal. O ministro participou da audiência a convite do presidente em exercício do Senado Federal, senador Cássio Cunha Lima.

Projeto São Francisco

Com 260 quilômetros de extensão, o Eixo Norte está 95% finalizado e é organizado em três metas de execução (1N, 2N e 3N). Quando totalmente concluído, o trecho poderá atender mais de sete milhões de pessoas em Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

O outro eixo de transferência de água do Projeto – Leste – tem garantido o abastecimento regular de quase um milhão de habitantes em Pernambuco e Paraíba, desde março de 2017.

CLICK CZ E ASSESSORIA

Deixe seu comentário