Menu

Confira: ” COLUNA FAISQUEIRA” Gazeta do Alto Piranhas desta sexta- feira(23)

Dono do seu rumo

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, que vivia sob o julgo do PSD, agora “dono” do PV na Paraíba, toma as decisões que bem entender com relação ao jogo da sucessão estadual. A novidade da semana é a de que poderá indicar o seu irmão gêmeo Lucélio Cartaxo para disputar o governo do estado. Até o dia sete de abril, só mesmo com Jesus na causa, é que se poderia prever o que vai acontecer.

 

Palanque para Ciro Gomes

O PDT nacional quer ter um palanque na Paraíba para que seu candidato a presidente da República, Ciro Gomes, possa subir/falar e o nome que está sendo indicado é o de Lígia Feliciano. E tem surgido a pergunta: ela pode ser candidata a governadora sem renunciar o mandato de vice? Nunca na História Política da Paraíba o processo sucessório para governador esteve tão embolado.

 

Rachado ao meio

Em Cajazeiras, os aliados do governador Ricardo Coutinho estão literalmente rachados no meio. Já está sendo anunciado, pelo grupo liderado por Jeová Campos, que acontecerá neste dia 26, na AABB, uma recepção a João Azevedo, candidato a governador.

 

Rachado no meio

À esta recepção dificilmente a outra banda, liderada por Carlos Antonio e Denise Albuquerque deverão participar desta recepção. Comenta-se que esta “banda” não vai mandar seus seguidores e eleitores prestigiarem a “festa” que Jeová vai fazer pra João Azevedo. Todo cuidado é pouco para não ser um “fiasco” e estaria arriscada uma pequena participação do povão. O governador teria sido informado desta “apresentação” só com menos de uma banda de seus aliados e estaria “preocupado” com esta situação.   Quem se apressa come cru.

 

Sem boi

O deputado Jeová fez suas grandes festas políticas sempre com um, dois ou três bois para um suculento churrasco. Porém, até o momento, o convite está sendo somente para ouvir discursos e louvações, tendo como estrela principal o candidato do governador Ricardo ao governo do estado: João Azevedo.

 

Tô fora

O vereador Rivelino Martins (PSB), que não é eleitor de Jeová Campos (PSB), mas de Estela Bezerra (PSB), teria afirmado que não vai passar nem calçada da AABB, aonde será realizado o evento promovido, neste dia 26, por Jeová Campos para apresentação de João Azevedo, que é também seu candidato a governador. O Racha na base do governador em Cajazeiras é maior do que se imagina. Só Ricardo na causa para unir este povo, que é amante de um muído sem fim.

 

Ré pra trás

O prefeito de Cajazeiras, médico Zé Aldemir, sabia e sabe mais do que ninguém, que os vereadores Jucinério Felix e Neto da Vila Nova, jamais romperiam com ele após o episódio envolvendo a questão da negativa de ajuda financeira para apoiar o seu candidato a deputado federal.

 

Ré pra trás

Quem tiver boa memória basta lembrar que em janeiro de 2017, todos os vereadores aliados, tiveram direito a um pedaço do bolo e quem rompesse ficava só com a grana do mandato, além de perder aquelas benesses que só o poder pode ofertar. Vale aquela máxima: “no poder até o rabo do jumento é doce”

 

E o DEM? A vereadora Léa Silva, presidente do DEM, em Cajazeiras, e o ex-prefeito Carlos Antonio deverão pedir votos para Rodrigo Maia, que esteve recentemente em Catolé do Rocha, já em plena campanha rumo a presidência da República. Com a ascensão de Rodrigo fica em alta também o deputado federal Efraim Filho e por tabela os Democratas cajazeirenses. Com raízes familiares nestas plagas, Rodrigo tem o DNA da família Maia, não só na Paraíba, mas também no Rio Grande do Norte.

 

Proibido de falar

Os assessores do prefeito José Aldemir estão preocupados com suas recentes falas. Primeiro ao contrapor às manifestações dos professores teria usado palavras que desagradaram profundamente a classe. Teve ainda as dirigidas aos vereadores Jucinério Félix e Neto da Vila nova e ainda outras dirigidas a um assessor que teria sido demitido. Como estamos na quaresma, Zé teria sido aconselhado a fazer não só abstinência de carne, mas também do uso de microfones.

 

Bateu forte

A ex-prefeita de Cajazeiras, Denise Albuquerque, postou em uma rede social, uma resposta às criticas feita pelo prefeito Zé Aldemir: “Onde estão essas políticas? Não basta cuspir microfone com mentiras repetidas achincalhando o nome de pessoas só porque são meus parentes. Um ano sem ação, só de cuspir microfone e de apadrinhados. vá trabalhar pela cidade, assistir aos necessitados. Não sabe o que dialogar, não tem ética. Abrir a boca e dizer que não é problema da gestão uma greve de professores, me poupe seu Zé.”

Fonte : Jornal Gazeta do Alto Piranhas

CLICK CZ

 

Deixe seu comentário