Menu

FAISQUEIRA: Confira ” COLUNA FAISQUEIRA” Gazeta do Alto Piranhas desta sexta- feira(10)

Leis é leis   O prefeito Zé Aldemir está cumprindo ao pé da letra o Decreto que determina a redução na expedição de diárias e passagens. Está em Brasília, catando recursos, sob suas expensas. O exemplo está partindo do dono da caneta e não adianta chorar porque não tem lenço para enxugar as lágrimas.

/

Escravidão  Imagina uma desembargadora e ministra dos direitos humanos afirmar que se sente “escrava” em receber somente 30 mil reais por mês, o que então, não teria para dizer, quem ganha 937,00 por mês. “Não chore ainda não, que tenho um coração cansado de sofrer”. Lembram quando o presidente Figueiredo disse se ganhasse um salário mínimo? Dava um tiro na cabeça.

/

Nove tarefas para enterrar os mortos O Cemitério que será construído na Zona Norte, que ainda não tem nome, tem 2,8 hectares, ou 28.000 metros quadrados ou 9,24 tarefas. Espaço mais do que suficiente para fazer avenidas e ruas de tal forma que não seja preciso, no futuro, ter que carregar os defuntos nos ombros como acontece atualmente nos outros campos santos da cidade.

/

Na Paraíba não tem disso não  Nos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Piauí, Rio Grande do Sul e do Norte, estão sem caixa para pagar o décimo terceiro salário, enquanto na Paraíba já foi paga a primeira parcela e a segunda já tá no banco. Dinheiro público, não levando pra casa dá pra tudo e ainda sobra para construir tantas obras que o governador Ricardo está sem agenda para inauguração.  

/

No terreiro alheio  O deputado estadual Gervásio Maia cantou de galo em Bernardino Batista, na solenidade de assinatura da Ordem de Serviço para construção da nova adutora, com direito a discurso, na presença de Wilson Santiago que é o “dono daquele terreiro”. Em Cajazeiras, o neto de João Agripino Maia, é conhecido como o candidato a deputado federal de Ricardo Coutinho.  

/

Ovação custou uma “Garoupa”  O deputado Gervásio Maia, enquanto discursava na festa de Bernardino Batista, tinha um cidadão no meio da multidão, que a cada frase bonita, gritava um viva e iniciava as palmas. Terminada a festa encostou a boca no ouvido de Gervásio e pediu dinheiro pra água. Gervásio enfiou a mão no bolso, de uma apertada calça, e arrancou pelo pescoço uma nota, que pensava ser a de “um Mico Leão Dourado” e veio foi uma “Garoupa”, bem novinha.

/

Não aprendeu a lição  O deputado Gervásio Maia precisa aprender as lições de Wilson Braga, que quando chegava em Cajazeiras se dirigia ao Armazém de seu velho amigo Arcanjo e trocava o dinheiro graúdo em notas de dois, cinco, dez e vinte reais e distribuía nos quatro bolsos da calça e quando lhe pediam uma nota para pagar uma bicada de cana, dependendo da “figura” ele aumentava ou diminuía o valor da grana. Tinha mais experiência que quenga de beira de estrada.

/

O arranco toco  Dra. Paula, secretaria de saúde de Cajazeiras, em entrevista na Rádio Alto Piranhas, disse que a onda de boatos que ela “teria brigado” com o prefeito Zé Aldemir, são fackes postadas pelas oposições da cidade.

/

Sem choro  Foi divulgado que a prefeita de Poço de José de Moura, Aurileide Egídio, conhecida também por gostar de chorar, teria desistido de apoiar Dra. Paula, no projeto de sua candidatura a deputada estadual e nesta mesma entrevista, refutou a noticia afirmando: “é mais fácil Zé Aldemir não votar em mim do que Aurileide”. Aurileide desmentiu a noticia, mas sem chorar.

/

Tal pai, tal filho  Da mesma forma que Ronaldo da Cunha Lima daria sua própria vida em defesa do filho Cássio, hoje é Cássio que quer ver o filho Pedro, conquistando outros postos na vida pública da Paraíba, tornando-se o seu principal defensor e “mídia”, via redes sociais. Seria Pedro, já em 2018, candidato a vice-governador pelas oposições?

/

Batendo sem pena  Um grupo de watsap, formado por associados do SINFUMC, tem batido sem dó nem piedade no prefeito Zé Aldemir e os motivos de tanta ira tem como causa a “dor no bolso” dos que foram atingidos com reduções nos contracheques. O sindicato vai nesta sexta-feira às ruas protestar e malhar o prefeito. Ainda bem que Zé, nesta data, estará em Brasília. 

Fonte: Jornal Gazeta do Alto Piranhas edição desta sexta feira 10/11/2017

Deixe seu comentário