Menu

Hospital Universitário de Cajazeiras (HUJB) implanta dois sistemas para atendimento às crianças. Entenda

Em entrevista ao programa Rádio Vivo da Alto Piranhas na tarde desta quarta-feira(25) estiveram presentes a Chefe de Divisão de Enfermagem Verusa Fernandes e a Chefe da Divisão de Gestão do Cuidado Kennia Abrantes.

Na oportunidade falaram do sistema eletrônico recentimento implantado no HUJB e que facilita muito o atendimento e traz segurança ao paciente na medida em que todo histórico dele estará no banco de dados quando ele precisar voltar ao hospital e também do acolhimento com classificação de risco que permite que o paciente seja atendido de acordo com sua necessidade clinica.

Em suas explicações os usuários do Hospital Universitário Júlio Bandeira da Universidade Federal de Campina Grande (HUJB-UFCG), vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), já contam com um sistema de atendimento eletrônico que garante mais segurança e eficiência aos serviços. Mas, para agilizar os procedimentos, os responsáveis devem estar de posse de um documento de identificação dos pacientes que conste o nome dos pais, como a certidão de nascimento ou RG da criança, além do cartão do SUS.

Esses documentos são importantes para o atendimento, a fim de que o prontuário com as informações do paciente se torne ainda mais completo. Geralmente, ao procurar os serviços do HUJB, os pais apresentam documentação incompleta ou até mesmo não levam nenhum tipo de identificação das crianças e, embora ocorra o atendimento, os dados podem ficar deficitários ou até mesmo haver equívocos no cadastro pela falta de informações.

Desde o mês passado, o Hospital Universitário Júlio Bandeira conta com o Aplicativo de Gestão para Hospitais Universitários (AGHU) e os atendimentos, desde o cadastro na recepção até a prescrição do médico e dispensação de medicamentos, estão sendo digitalizados. O novo sistema visa à melhoria na qualidade da assistência. “A partir de então, teremos uma série histórica do paciente, desde a primeira entrada dele no hospital, fator que traz mais segurança”, informou a chefe da Divisão de Enfermagem, Verusa Fernandes

Ainda de acordo com Verusa Fernandes, o processo para o atendimento dos pacientes, no início da implantação do sistema, tende a se tornar um pouco mais lento devido ao registro fidedigno das informações. “A ideia é que o cadastro dos pacientes seja todo feito através do computador, e não mais manual como era até pouco tempo. Todos os pacientes terão um prontuário eletrônico, mas esta transição está acontecendo paulatinamente”, explica.

Para a superintendente do HUJB, Mônica Paulino, os processos de melhorias e mudanças que o hospital tem apresentado estão ligados à informatização. “A implantação dos primeiros módulos do AGHU é mais um avanço para o HUJB. Com o prontuário eletrônico, o hospital passa a adotar práticas assistenciais e administrativas mais seguras e eficientes, com grande impacto na qualidade da assistência, do ensino e da gestão”, pontuou.

Ebserh
Desde dezembro de 2015, o HUJB integra a rede de hospitais da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação, que administra atualmente 39 hospitais universitários federais.

O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

CLICKCZ com Assessoria

Deixe seu comentário