Menu

GAZETA: Confira ” COLUNA FAISQUEIRA” Jornal Gazeta do Alto Piranhas desta semana

Propina no cemitério
O vereador Jucinério Félix, da bancada da situação na Câmara de Cajazeiras, ocupou a tribuna para denunciar que estaria havendo uma cobrança indevida nos cemitérios para a realização de sepultamentos, que ele denominou de “propina de cemitério”. Isto existe em Cajazeiras, desde o tempo que padre Rolim benzeu o velho cemitério Coração de Jesus, em 1838.

Denise Albuquerque
O nome da ex-prefeita de Cajazeiras, Dra Denise, é o que será retirado do colete das oposições para concorrer a uma vaga na Assembléia Legislativa da Paraíba. Isto significa que a campanha será polarizada com a mulher do prefeito Zé Aldemir, Dra. Paula.

Chá de folha de laranja
O deputado estadual Jeová Campos vem tentando encaminhar Carlos Antonio e Denise, com a colaboração do governador Ricardo Coutinho, para que em Cajazeiras, as oposições marchem em torno de seu nome. As suas “pressões” até o momento não surtiram efeito nenhum, foi a mesma coisa que beber um chá de folha de laranja.

Flertando
Os fofoqueiros de plantão andam espalhando pelos quatro cantos da cidade de Cajazeiras, que já saiu do estágio de flerte para um possível namoro entre o prefeito Zé Aldemir e Marcos Barros. Estaria faltando apenas uma pessoa para dar um simples “sopro” para um cair nos braços do outro.

Interesse
Qual o governador que iria “desprezar” o apoio do prefeito de uma cidade do porte de Cajazeiras? Tem gente interessadíssima em promover a união de Ricardo Coutinho com Zé Aldemir. Já teria havido uma conversa em torno deste assunto. Seria perda de tempo, teria dito um dos interlocutores e explicou: não tem como re(unir) ou colocar Carlos e Zé Aldemir no mesmo palanque. A não ser que Carlos tome outro caminho…

Interesse
Da mesma forma como tem gente querendo levar Zé Aldemir para os braços de Ricardo, do outro lado tem nego “lambendo uma rapadura” para que Carlos e Denise rompam com Ricardo e façam fileira nas oposições. Estes propalam que os dois não têm conseguido resolver junto ao governo sequer uma nomeação de uma merendeira de um grupo escolar.

Insatisfações
Estaria havendo inúmeras insatisfações entre os recém nomeados pelo prefeito de Cajazeiras, médico José Aldemir, em razão da quantidade de “mufufa” dos seus contracheques. Quando reclamado, Zé estaria dizendo: “já é dinheiro demais”. Parece que com Zé quanto maior o choro, melhores gargalhadas ele dá.

Silêncio
Não só o prefeito Zé Aldemir, mas todos os assessores têm feito muitas acusações sobre a gestão da Dra. Denise, em alguns casos para justificar o “emperramento” da atual gestão em alguns setores. Estranha-se o silêncio e muitos aliados indagam quando vão começar as respostas. Até agora apenas Dra Denise se manifestou pelas redes sociais afirmando que “Dra. Paulo passou dos limites” e que “uma mentira repetida várias vezes acaba se tornando verdade”, após sérias criticas da mesma sobre sua gestão. Neste caso o silêncio não é aconselhável.

Enxugando gelo
A policia militar tem apresentado um número positivo de prisões, principalmente dos ladrões que andam assaltando quase diariamente na região, mas na primeira audiência de custódia, na maioria dos casos, os ladrões são liberados. O comandante do 6º BPM, Major Guedes, e seus comandados ficam de mãos atadas e a sociedade desesperada e assaltada.

Quem se habilita?
O prefeito José Aldemir estaria tendo dificuldades em encontrar um nome para substituir o professor Chagas Amaro na Secretaria Executiva da Cultura, talvez, quem sabe, depois que esta pasta vai ganhar o status de secretaria, seja mais fácil. Na realidade teria que ser um nome a altura das tradições da cidade de Cajazeiras.

Quem será?
Com a desistência do deputado estadual Gervasio Maia de postular a vaga de candidato a governador do estado, pelo grupo da situação, tudo leva a crer, pelo andar da carruagem, que será o secretário João Azevedo, que inclusive, na segunda-feira, dia 17, o Programa Fala Governador, quem o apresentou foi ele para divulgar as ações de sua pasta. Como é pouco conhecido, esta e outras oportunidades serão os caminhos para sua divulgação.

Do Gazeta do Alto Piranhas

Deixe seu comentário