Menu

Vereador Jucinério Felix procura delegacia após ser acusado de pedofilia

A acusação espalhada no início da tarde dessa quarta-feira (04),
através de matéria publicada em sites da capital do estado de que o
vereador Jucinério Félix (PPS), estaria envolvido em caso de pedofilia
causou grande repercussão. De imediato, a matéria foi postada em vários
grupos e nas redes sociais.

Após isso, o vereador Jucinério Félix tratou de usar os meios de
comunicação repudiando a denúncia e atribuindo isso a uma trama
política, já que ele é vereador da oposição.

O vereador procurou o Conselho Tutelar da cidade para se informar a
respeito da referida denúncia anônima, só que ao procurar os
conselheiros, não foi encontrado nenhum documento contendo denúncia
contra o mesmo. No entanto, a informação chegada foi de que o documento
anônimo teria sido recebido pela conselheira Terezinha Carolino e
estaria em sua residência.

O parlamentar estranhou o fato do documento vazar ao ponto de ser
encaminhado a capital do estado com o propósito de ser jogado na mídia
como forma de manchar a imagem do mesmo antes de ser protocolado no
conselho e ser iniciada investigação sobre as acusações. “Vou processar
todos os sites e rádios que divulgaram essa matéria. Ninguém tem
conhecimento disso. Se a denúncia nem chegou ao Conselho como a imprensa
já tomou conhecimento e de algo que deveria ser sigiloso, se realmente
existisse”, lamentou.

O caso foi parar na delegacia, quando o vereador foi na tarde de hoje
fazer um Boletim de Ocorrência, já acionando um advogado para ir buscar
providências na Justiça.

Com relação à denúncia, de que o vereador teria abusado de um menor
de 17 anos, Jucinério disse que isso tudo é mentira, que a pessoa citada
trabalha com o mesmo como contra regra nos espetáculos de teatro, e que
juntamente com ele vai buscar as providências, além disso, o referido
rapaz já tem 18 anos.

A questão da trama política tem sido apurada para saber se realmente
houve isso e o vereador poderá apresentar fatos novos nos próximos dias,
quando deverá se pronunciar novamente sobre o caso em questão.

Quanto a conselheira, ao ser procurada pela imprensa disse apenas que não podia falar.

Clickcz com  Portal CZN

Deixe seu comentário