Menu

Nonato Bandeira confirma encontro com Ricardo Coutinho. “Mágoas ficaram para trás’

O vice-prefeito de João Pessoa, Nonato Bandeira (PPS), confirmou em
entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação, nesta sexta-feira (29), o
primeiro encontro com o governador Ricardo Coutinho (PSB), realizada
ontem (28). 
De acordo com Nonato, tudo ficou para trás e agora é tempo de uma nova era na política. 
Totalmente rompido com o prefeito Luciano Cartaxo, Nonato destacou
que a amizade com Ricardo Coutinho foi reconstruída, além de destacar
que não se faz política com mágoa. “Mágoas ficaram para trás”.
Para Nonato, a política, assim como na vida, não se faz com mágoas,
olhando para trás, mas sim no sentido da construção. Notadamente
alfinetando o prefeito, Nonato afirmou que é importante não perder o
respeito e admiração “para que se possa ter uma conversa com quem um dia
foi seu aliado”.
“O governador teve a gentileza de chamar o PPS para discutir o
quadro atual e fomos dar nossa opinião. Ele perguntou como estava a
questão interna do PPS, o processo que desencadeamos, o rompimento com o
prefeito. Estamos no campo das oposições e foi um encontro bastante
amistoso”, afirmou.
Bandeira ainda destacou que Ricardo costuma cumprir o que promete e
tem palavra. “Não irá falhar”, disse. Com tudo encaminhado, porém,
Nonato ainda não confirmou a aliança: “Vai depender das decisões
partidárias”, explicou. 
Nonato também apontou que o próprio governador também rompeu com
Cartaxo e que é natural ter encontros com quem está no campo das
oposições (a exemplo do PMDB).
Ainda alfinetando Cartaxo, o vice-prefeito afirmou que quando
trabalhou com Ricardo, o socialista sempre respeitou os parceiros e “a
prova disso é a trajetória dele. Ninguém chegaria de vereador a
governador vindo de uma família sem posses, nem tradição, se não
cumprisse os compromissos”, disse.
Espaço na chapa –  O vice-prefeito afirmou que o
partido vai apresentar propostas novas e antigas que o prefeito se
comprometeu e não cumpriu. “Queremos o compromisso de quem vai
encabeçar”, disse, lembrando que para uma aliança ainda é preciso
discutir a proporcional.
A questão do nome para a vice está aberta, porém Nonato destacou
que isso acontecerá se a chapa tiver nomes para apresentar, já retirando
o seu, mas que essa decisão só será tomada depois que escolher a
aliança para “não parecer barganha”.
Antes do racha em 2012, Nonato foi aliado e fiel escudeiro de Ricardo por mais de 20 anos.