Menu

Erro Judicial termina com prisão de ex-prefeito de Nazarezinho na manhã desta sexta-feira no Sertão

O Grupo Tático Especial da Polícia Civil da Cidade de Sousa cumpriu um mandado de prisão as 4:40h desta sexta-feira (11) no Município de Nazarezinho em desfavor do ex-prefeito, Francisco Gilson Mendes, expedido pela 8ª Vara Federal.

O ex-prefeito foi encaminhado a 19ª Regional da Polícia Civil para depois ser encaminhado a Colônia Penal Agrícola para comprimento da pena 5 anos em regime fechado.

O advogado, Dr. Fabrício Abrantes disse que a prisão do seu constituinte foi um equivoco judicial. Em fevereiro de fato a 8º Vara Federal tinha expedido um mandado de prisão contra o ex-prefeito Gilson Luiz, sobre acusação de Ato de Improbidade quando Gestor.

Entretendo a peça judicial, tinha falha processual, e Dr. Fabrício pediu a revogação da prisão em fevereiro, e foi acatada até o julgamento do mérito pela corte. 

– Esqueceram depois de dá baixa no mandado de prisão no sistema que ficou ativo. A Polícia Civil teve acesso, e fez a condução do ex-prefeito a Delegacia. O equivoco já foi desfeito, após apresentação de documentos, e Gilson vai voltar para sua residência. O que ficou mesmo foi o constrangimento, disse Dr. Fabrício Abrantes.

Em contato o atual prefeito do Município de Nazareinho, Salvam Mendes, lamentou a condução do ex-prefeito, Gilson Luiz na manhã de hoje até a Delegacia em Sousa. 

O Advogado espera a 8a Vara Federal abrir para apresentar a contestação, e liberar o ex-prefeito da Delegacia. 
Folha com Redação

TV Diário do Sertão