Menu

Morre, aos 44 anos, em Campina Grande, o humorista paraibano Shaolin

Morreu em Campina Grande, na madrugada desta quinta-feira (14), o
humorista Francisco Josenilton Veloso, o Shaolin, de 44 anos, após ter dado entrada na Unidade de Terapia Intensiva
de uma clínica particular da cidade nessa quarta-feira (13), com um
quadro de infecção generalizada. Ele teve febre e foi sedado ao dar
entrada na unidade de saúde. Após a internação, a clínica informou que
ele teria apresentado paralisia de algumas funções.

Leia mais Notícias no Portal Correio
A
morte de Shaolin foi confirmada pela esposa do humorista, Laudiceia
Veloso, nas redes sociais.”Depois de 1821 dias, nosso guerreiro terminou
sua batalha. É com muita tristeza que divido a nossa dor com todos
vocês. Shaolin apresentou um quadro febril nesta terça e que,
infelizmente evoluiu para uma infecção, precisando de internação
imediata. Recebemos a notícia do hospital, neste momento, que ele sofreu
uma parada cardiorrespiratória e não resistiu. As informações sobre
velório e local de sepultamento, divulgarei mais tarde. Obrigada a todos
pelas orações e pela força! “Combati o bom combate, acabei a carreira,
guardei a fé.” 2 Timóteo 4:7″, publicou ela, por volta das 3h.
Shaolin
sofria das sequelas resultantes de um acidente de carro ocorrido em
2011, quando o veículo que conduzia se chocou com um caminhão na rodovia
BR-230, tendo perdido grande parte dos movimentos e a fala.
Shaolin
se vai, mas deixa plantada uma semente do humor para a nova geração.
Lucas Veloso, filho dele, já segue os passos do pai na comédia e já se
apresenta nacionalmente, mantendo o legado do paraibano. Lucas,
inclusive, já fez homenagem ao pai em
uma de suas apresentações. Ele foi o primeiro a relatar a internação de
Shaolin nas redes sociais e pediu oração e energias positivas.

Acidente e recuperação

No
dia 18 de janeiro de 2011, o comediante sofreu um acidente grave quando
dirigia na rodovia BR-230, em Campina Grande. Um caminhão, que vinha em
sentido contrário, atravessou a pista e bateu contra o carro de
Shaolin. Na época, o motorista não prestou socorro. Recentemente, o condutor teve a pena de dois anos de detenção mantida pela Justiça.

Na
ocasião do acidente, após receber os primeiros atendimentos em Campina
Grande, o humorista foi transferido para São Paulo até que o quadro
clínico se estabilizasse e ele pudesse retornar para se recuperar em
casa.

Já na residência dele, no bairro Catolé, na Zona Sul de
Campina Grande, Shaolin passou a ser acompanhado por fisioterapeutas,
fonoaudiólogos e neurologistas.

Durante a recuperação, ele ganhou um equipamento fabricado na Suécia,
avaliado em R$ 70 mil e entregue pela apresentadora Ana Hickmann em
junho de 2012. Esse aparelho teria como objetivo estimular respostas a
partir da leitura do olhar de quem o utiliza. Shaolin acabou não se
adaptando à máquina e se mostrava ansioso quando era estimulado a
usá-la.

Em 2015, o apresentador Gugu Liberato fez uma visita à casa de Shaolin e tentou se comunicar através da máquina, mas o humorista se negou.

Durante
a visita, Laudiceia, esposa de Shaolin, disse que ele desenvolvia
outros tipos de comunicação. Mostrava que quando não queria uma coisa,
fechava os olhos. Quando queria que mudasse o canal da TV, ele tossia.

Laudiceia
também confirmou que Shaolin continuava tendo o tratamento financiado
pela Rede Record, emissora da qual era contratado, mesmo após o
acidente. Os gastos mensais, na época, giravam, segundo ela, em torno de
R$ 20 mil.

Trajetória

Um dos maiores
humoristas de sua geração, Shaolin ficou famoso no Brasil inteiro por um
jeito único de contar piadas, arrancando gargalhadas de pessoas de
todas as classes sociais e idades, isso sem falar das performances
hilárias de imitações de famosos como Chico Anysio, Roberta Miranda,
Maria Bethânia, Bruno & Marrone, Leonardo e até Michael Jackson.

Uma
das imitações mais marcantes foi a da cantora Joelma (ex-Calypso), na
qual ele fazia uma paródia bizarra da artista que, na pele de Shaolin,
transformava-se em “Xoelma”, fazendo muito sucesso na Rede Record,
sobretudo no programa “Tudo é Possível”, apresentado por Ana Hickmann,
com quem nutriu uma grande amizade.

Shaolin também foi uma das
principais atrações do programa “Show do Tom”, na companhia de outras
feras do humor nacional como Tom Cavalcante, Tiririca e Pedro Manso.
Este último, por sinal, se emocionou bastante em visita feita à casa de Shaolin, durante a recuperação pós-acidente.

Com
um carisma sem igual, Shaolin lotava teatros por onde passava e era
sucesso garantido. As apresentações do comediante, muitas delas podendo
ser vistas e revistas na internet, ficarão eternamente na memória dos
fãs.

Deixe seu comentário