Menu

Caso duplo assassinato de Mãe e Filho no sitio Papa Mel; sai laudo e delegado afirma que assassino será preso

O Delegado do Grupo Tático Especial, Braz Morroni revelou nesta quinta-feira (26), ao reporte Ivanildo Dunga da Rádio Alto Piranhas, que saiu os laudos cadavéricos e de mortes violentas de Maria Berenice de Sá, 54 anos, e do seu filho Rafael da Silva de Sá, 22 anos, ocorridas no mês de setembro dentro da casa da família, no sítio Papa Mel, zona rural de Cajazeiras.

Braz Moroni disse que os resultados dos laudos acrescentaram muito nas investigações e confidenciou que as vítimas não foram pegas de surpresa e assassinadas como havia se pensado, mas elas reagiram e tiveram lutas corporais. “Possuem sinais de defesa, possivelmente elas tentaram resistir antes de serem mortas”.
Segundo o delegado, o crime foi praticado por mais de uma pessoa, pois da forma que os corpos estavam dispostos dificilmente uma pessoa sozinha conseguiria realizar.
Ele explicou os móveis da sala e da cozinha estavam alinhados, o que leva a crê que a luta corporal ocorreu dentro do quarto. “A luta ocorreu no quarto onde às vítimas foram mortas”.

Braz Morroni  informou que muitas pessoas já foram ouvidas, mas com o recebimento do laudo serão intimadas novamente, além de novas testemunhas. O delegado voltou a afirmar que o crime pode ter sido cometido por pessoas próximas as vítimas ou ao menos que conheciam a rotina delas.
“A gente tem a convicção que tinham informações. Agora com os laudos e outras diligências que estamos tomando, possivelmente a gente terá novidade e resolução desse caso”.

Clickcz

Deixe seu comentário