Menu

Agora a pouco: Morre criança de 11 anos atingida com disparo acidental por sua irmã de apenas dois anos em Lavras

Uma criança de 11 anos atingida por um disparo acidental de arma de fogo neste domingo no Sítio Ouro Branco (Distrito de Amaniutuba) na zona rural de Lavras da Mangabeira morreu por volta das 20 de ontem em um dos leitos do Hospital Regional do Cariri em Juazeiro do Norte. Alisson Bezerra Pinheiro completaria 11 anos no próximo mês e saiu lesionado com um tiro no abdômen que transfixou o corpo e saiu nas costas do estudante.
A tragédia aconteceu por volta das 13h30min deste domingo e a arma disparada por sua irmã de apenas 2 anos de idade foi apreendida no imóvel situado na Rua Sergio Francisco Bezerra pelo Cabo R. Silva e os Soldados Weverton e Ramos no caso uma espingarda artesanal. Alisson foi socorrido às pressas ao Hospital São Vicente Férrer de Lavras da Mangabeira, mas, em virtude do quadro clínico terminou transferido até o HRC de Juazeiro e terminou morrendo cerca de 30 horas depois.
O casal de agricultores Cícero Pinheiro Feitosa, de 34, e seu esposa Maria Aparecida Batista da Silva Pinheiro foi levado para a Delegacia de Icó. Ela admitiu que os dois brincavam com a arma e pensou que estivesse descarregada. O pai ficou preso e foi indiciado pelo Delegado Maurício Júnior, a fim de responder por crimes de posse ilegal de arma de fogo e omissão de cautela. Ele falou apenas que a espingarda estava na parede e não sabe como seus filhos tiveram acesso.

TV Diário do Sertão