Menu

Diário Oficial do Estado traz exoneração de Léa Silva da Chefia da Casa Civil do governador

Como previsto, o decreto assinado pelo governador Ricardo
Coutinho (PSB) e publicado na edição desta quarta-feira (4) no Diário Oficial
do Estado oficializou a exoneração de Josefa Léa da Silva Santos, mais
conhecida por Léa Silva. Até ontem ela ocupou o cargo em comissão de Secretária
Executiva da Chefia da Casa Civil do governo do Estado.
Léa foi exonerada porque endossou as criticas feitas pelo
vice-prefeito de Cajazeiras, Júnior Araújo (PTB), eleitor do senador Cássio
Cunha Lima (PSDB) na campanha passada. Por não ver renovado o contrato de uma
empresa de hemodiálise, numa decisão do governador do Estado, o vice tachou o
ato de perseguição política do governador.
Carlos Antônio, Denise e até a secretária
Chefe da Casa Civil, Léa Silva (DEM), vereadora licenciada de Cajazeiras, se
solidarizaram com Júnior nas redes sociais. O governador pediu uma retratação
da sua auxiliar e recebeu um “não” de Léa como resposta. Gesto interpretado
pelo governador como um pedido de demissão.
Filiada ao DEM, Léa é da cota
de indicação de Carlos Antônio, ex-secretário do primeiro governo Ricardo Coutinho.

Deixe seu comentário