Menu

Policial nega intenção de concretizar ato sexual com filhas menores da amante


O policial militar acusado de tentar manter relações sexuais com menores
de idade, que seriam filhas de sua amante, negou a intenção de
concretizar o ato. Em depoimento à delegada Yvina Cordeiro, no município
de Sousa, ele confirmou o encaminhamento das mensagens à mãe das duas
meninas, via Messenger da mídia social Facebook.

No entanto, o policial afirmou que as mensagens tinham a intenção de
chocar a mulher. O objetivo, segundo ele, era provocar o fim do
relacionamento entre os dois. O acusado é casado, e mantém residência
fixa na cidade de Lavras da Mangabeira (CE), que fica próxima da divisa
com a Paraíba. Ele está afastado das funções no 14º Batalhão até o fim
das investigações sobre o caso.

A delegada Yvina Cordeiro já ouviu o acusado e uma das menores. A outra
menor prestará depoimento em regime especial. A mãe das meninas está
desaparecida desde que a denúncia foi divulgada.

Clickcz com wscom

Deixe seu comentário