Menu

Diálogo de suposta programação de estupro vaza e policial militar do 14º BPM de Sousa é investigado

Nas primeiras horas da manhã de hoje (29), vazou nos grupos do
WhatsApps, aplicativo de conversação instantânea, uma conversa de
conotação sexual entre um policial militar do 14º BPM com sede em Sousa
que reside no estado do Ceará e uma mulher que teve seu nome preservado
para não atrapalhar as investigações.
No diálogo
entre o casal, o que mais choca é no momento que o policial militar
pedindo uma a suposta amante uma prova de amor e que seria dopar as
filhas uma adolescente de 14 anos e de cerca de quatro anos, para que
ele mantivesse relações sexuais com a mãe e as filhas, a fim de
satisfazer sua “obsessão”.
Toda
a conversa foi vista no celular da mãe pela possível vítima, a
adolescente, que gravou todo o papo através de um printscreen entre
ambos, sendo passado o arquivo para uma terceira pessoa não identificada
e se espalhou rapidamente e causou indignação em vários membros da
sociedade, que tratam o comportamento de ambos como cruel, repugnante e
monstruoso.
Segundo
informações o print da conversa foi divulgado pela adolescente que
supostamente foi ou seria vitima do estupro, pois ficou aterrorizada com
toda a conversa e divulgou no intuito de levar a conhecimento das
autoridades o fato.
De
acordo com informações, o Comando do 14º Batalhão de Polícia Militar
teve conhecimento do fato e já comunicou ao Comando Geral da Polícia
Militar, garantindo que vai apurar com rigor o possível desvio de
conduta do militar estadual, o qual inclusive pode ser excluído da
corporação, caso seja comprovada a participação do policial militar.
A
Polícia Civil também foi informada do ocorrido e certamente deverá
instaurar inquérito policial para investigar a conduta da mãe e do
policial militar, dependendo do andamento das investigações, ambos podem
ser indiciados por favorecimento da prostituição e ou estupro de
vulnerável.
 
Clickcz com Nova Opiniao

Veja Parte do Diálogo:

TV Diário do Sertão