Menu

BOMBA : Auditoria do TCE não acata defesa e mantém processo de suposta irregularidades contra Raelsa Borges

A Auditoria do tribunal
de Contas da Paraíba (TCE) analisou a defesa impetrada por Raelsa Borges de
Almeida, ex – gestora do Fundo Municipal de Saúde (FMS) no período de 01/01 a
30/06/2009 devido a suspeita de irregularidades ocorridas no exercício quando
Raelsa era secretária.
A defesa apresentada por
Raelsa Borges que é esposa do jornalista Adjamilton Pereira não foi “aceita”
pelo órgão que manteve as irregularidades denunciadas.
A defesa apresentada
alegava que a mesma não era a gestora, deixando de ser responsável pelas
irregularidades que ocorreram. Defesa essa que não foi suficiente, e o TCE a
reconheceu como gestora.
Como isso, futuras
condenações que vierem baseadas nessas irregularidades irão sim para os
gestores da época.
De acordo com a
auditoria as irregularidades que constam contra a ex – secretaria Raelsa
Borges, é de ausência de pagamento das obrigações patronais relativas ao INSS
(mais de 470.000,00), RPPS- IPAM; além de ausência de documentação comprobatória
de despesas com combustíveis (cabe multa).

A redação do Portal
Clickcz tentou um contato telefônico com Raelsa Borges para ouvi-la sobre o
caso, porém sem êxito.

Deixe seu comentário